Quarta, 22 de novembro de 201722/11/2017
83 98876-3375​⁠​
Parcialmente nublado
24º
28º
29º
Bayeux - PB
Erro ao processar!
Paulo Duarte
Paulo Duarte

Paulo Duarte Radialista Licenciado em História e Biologia, Pós Graduado em História da Paraíba sócio da Associação Paraibana de Astronomia.

GERAL
PADRE IBIAPINA: UM APOSTOLO DA AÇÃO SOCIAL
Por onde o missionário passou deixou suas marcas concretas em obras que trouxeram benefícios para os menos favorecidos.
Revista Bastidores PB BAYEUX - PB
Postada em 16/07/2017 ás 09h25 - atualizada em 16/07/2017 ás 09h35
PADRE IBIAPINA: UM APOSTOLO DA AÇÃO SOCIAL

imagem

          Em Solânea, há alguns quilômetros da Capital do Estado, encontra-se sepultado a figura de um grande homem que poucos historiadores conhecem. Essa figura que fora um dos padres mais importantes do Nordeste nos deixou seu legado na ação social. Esse homem chama-se José Antônio Maria Ibiapina, conhecido popularmente como Padre Ibiapina. Segundo alguns biógrafos, Ibiapina aos 47 anos “Iniciou uma obra missionária, percorrendo a região Nordeste em missões evangelizadoras, erguendo inúmeras casas de caridade, Igrejas, capelas, cemitérios, cacimbas d\\\'água, açudes. Ensinou técnicas agrícolas aos sertanejos, atuação que inspirou no Nordeste o Padre Cicero, Antônio Conselheiro, e defendeu os direitos dos trabalhadores rurais.”.


Pe Ibiapina inspirou essas duas grandes figuras, no entanto outra questão precisa ser discutida. Para quem conhece a figura do Padre Ibiapina sabe que essa personalidade praticou uma grande ação social diante das dificuldades de seu tempo.


Por onde o missionário passou deixou suas marcas concretas em obras que trouxeram benefícios para os menos favorecidos. Ibiapina fez muito mais pelos pobres do que Padre Cícero, no entanto percebemos pouca divulgação em torno de sua prática. Em muitas obras do Nordeste desponta a ação caritativa de Ibiapina. Mas, a questão é: porque o Padre Cicero é mais conhecido do que Ibiapina? Há uma injustiça por parte de algumas autoridades em deixar a figura de Ibiapina cair no esquecimento. Por outro lado, a única obra que se tem noticia do Padre Cicero é seu envolvimento com Lampião, o rei dos cangaceiros. Segundo Billy Jaynes, o Pe. Cícero Romão Batista deu até vestimentas e armas a Virgulino Ferreira Lampião.


A amizade entre o Padre Cicero e Lampião era tão grande que em 1926 foi a maior festa em Juazeiro, com a visita do cangaceiro ao religioso. Lampião deve ter pedido a proteção de Padre Cicero para depois sair ateando fogo nos vilarejos de outras localidades.


O Padre Ibiapina ao contrário disso se dedicou aos pobres e a causa dos injustiçados contribuindo com a Paraíba e outros estados. Por essa razão, Ibiapina merece sempre ser lembrado e homenageado como um verdadeiro homem de fé, prática e ação.



Paulo Duarte, historiador e especialista em História da Paraíba
pablo_espinosa2012@hotmail.com


Paulo Duarte

FONTE: Paulo Duarte
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

imprimir
420
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium